Notícias

Câmara de Mariana retomará atividades em sua sede original, após restauração do prédio do século XVIII

Atividades da Câmara
1749
12


As obras de restauro estão em fase conclusiva e o prédio localizado na Praça Minas Gerais será reaberto oficialmente no dia 02 de agosto de 2023

Por Bruna Santos 

Fotos: Larissa Viana

A Câmara Municipal de Mariana celebra mais um marco em sua história: o prédio projetado pelo mestre José Pereira dos Santos e que teve a construção finalizada em 1798 para sediar as atividades da primeira Casa de Câmara e Cadeia de Minas Gerais voltará a funcionar como Câmara após o final do restauro. As obras de restauração foram iniciadas em outubro de 2020 e a solenidade de reabertura do prédio ocorrerá no dia 02 de agosto, às 18h. O edifício tem entre seus valores o destaque de manter a mesma função para o qual foi planejado. 

O prédio conta com novas instalações elétricas, hidráulicas, de segurança e acessibilidade necessárias ao uso atual. Durante o processo de restauro, os aspectos construtivos, técnicos e estéticos foram preservados. Quem entra na Casa de Câmara percebe que a conservação da edificação foi aliada à valorização da história e ancianidade. 

A empresa A3 Atelier de Arte Aplicada, responsável pelas obras de restauração, além de seguir o projeto apresentado, fez várias descobertas que mudaram o resultado que será entregue. Entre elas está o resgate de pinturas decorativas parietais que marcam as mudanças políticas da instituição, além de grafismos e inscrições que estavam embaixo de várias camadas de tinta. Esses elementos trazem ao presente os personagens que passaram pelo prédio ao longo do tempo. Todas as descobertas e inovações poderão ser apreciadas pelos cidadãos que visitarem o prédio.

O plenário, palco de grandes decisões, passou por um restauro quase que artístico do forro de gamela. A primeira Reunião Ordinária no espaço depois de restaurado já tem data marcada e ocorrerá no dia 07 de agosto, às 16h, com transmissão ao vivo pelas redes da Câmara.

As obras de restauro da Casa de Câmara foram licitadas pela Secretaria Municipal de Obras após a aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para serem contempladas pelo Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Cidades Históricas, do Governo Federal. O investimento total é de R$ 3.846.809,85, sendo R$ 1.809.575,86 recurso do PAC e R$ 2.037.233,99 de valor suplementado pelo município.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Sampaio (PSB), além de estar à frente do Legislativo, faz parte da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras de Restauro, instituída pela Câmara. “Nós que tivemos o prazer de acompanhar todas as reuniões que trataram sobre o restauro do prédio, ficamos muito orgulhosos de entregar para a população um prédio totalmente restaurado”, destaca. Ele recorda que a caminhada foi longa. “Tudo começou com o arquiteto e professor Leonardo Castriota, que fez o projeto de restauro na época do ex-vereador Geraldo Sales. Com esse projeto, começamos a buscar o recurso, que saiu em 2020”, ressalta. O vereador Edson Agostinho era o presidente na época em que a Casa de Câmara foi contemplada com o recurso para as obras de restauro. “Em outubro do mesmo ano, a prefeitura deu ordem de serviço e o Edson fez a mudança das atividades da Câmara de local. A obra ficou cerca de seis meses paralisada, porque o Iphan considerou que não poderia perfurar o chão para colocar tapumes em frente à Câmara, por ser sítio de arqueologia”, esclarece sobre o cuidado em cada detalhe, desde o início do processo de restauração.

O presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras de Restauro, vereador Marcelo Macedo (MDB), destaca que o resultado é fruto de muitas reuniões com a empresa A3, com o Iphan e com a prefeitura. “Nós acompanhamos de perto. Tivemos vários embates construtivos para chegarmos a um denominador comum e entregar esse prédio restaurado, que ficou maravilhoso”, ressalta o parlamentar sobre as as ações construídas de forma coletiva. 

ACESSIBILIDADE – Outra característica do prédio restaurado é a garantia do direito à acessibilidade. Uma janela localizada na parte de trás do edifício foi transformada em uma porta e, em frente a ela, foi construída uma rampa de acesso. Foi instalado um elevador que permite o acesso ao pavimento superior, onde está localizado o plenário. Essa iniciativa soluciona uma preocupação antiga da instituição e dá condições às pessoas com deficiência de chegarem a todas as reuniões do legislativo marianense de forma autônoma.

MEMORIAIS E FUNCIONAMENTO – Durante o período das obras de restauro, as atividades da Câmara funcionaram em uma sede provisória, na Rua Hélvio Moreira Morais, nº 358, no bairro Vila do Carmo, que será desativada. Após a reabertura do prédio histórico, a Câmara contará com uma unidade secundária para abrigar parte dos departamentos administrativos. A Unidade II funcionará na Rua do Seminário, nº 237, próximo à Praça Gomes Freire. 

Com a nova configuração, a destinação de algumas salas do prédio histórico foi alterada. O espaço onde funcionava o departamento de protocolo deu lugar ao acesso dos visitantes à área do elevador. Agora, além da sala dos ex-presidentes – que continuará em funcionamento no andar superior – o prédio ganhará a sala da galeria do Legislativo Marianense, no primeiro pavimento. A galeria foi instituída em junho deste ano, por meio do Projeto de Resolução nº 07/2023. Outra novidade é que a sala da procuradoria passa a ser denominada como Sala da Procuradoria Dr. Cristiano Henrique de Oliveira, após a aprovação do Projeto de Resolução nº 02/2023 em março. 

Além do Plenário, da Procuradoria do Legislativo e do Departamento de Protocolo, o Centro de Atendimento ao Cidadão - CAC, que é responsável pela emissão de Carteira de Identidade, funcionará na Praça Minas Gerais, no prédio anexo localizado atrás do casarão histórico. Os demais setores terão funcionamento na Unidade II.

A Capela dos Passos, conhecida como Capela de São Jorge, também foi restaurada e, assim como o prédio histórico, retomou a cor branca com esquadrias na cor vinho.

ATRATIVO TURÍSTICO – O prédio da Casa de Câmara também voltará a exercer o seu papel de atrativo turístico. Quando estava aberto à visitação, antes das obras de restauro serem iniciadas, a Câmara chegou a registrar o fluxo de quase 2 mil turistas em um único mês. Essa realidade poderá ser vivenciada novamente. A Câmara permanecerá aberta de segunda a sexta-feira, de 07h às 18h; e aos sábados, domingos e feriados, entre 08h às 18h.